Jovem de 26 anos é o primeiro caso positivo em Jales

A Prefeitura informou que os profissionais da Secretaria de Saúde monitoraram os pacientes na tarde de 1º de abril e todos eles permaneciam passando bem e em suas casas.
14/04/2020 13:16 Região
covd 19
covd 19

Mesmo com a intervenção do Ministério Público Federal, a população de Jales continua sem saber a real situação da covid-19 na cidade. Na segunda-feira, 30 de março, o procurador da república, José Rúbens Plates, enviou um ofício à diretora geral do Instituto Adolfo Lutz dando prazo de 48 horas para que o laboratório informasse os resultados dos 18 exames que tinham sido enviados pela Prefeitura de Jales, quase duas semanas antes. Ainda que parciais. 


“Há amostras que estão ‘em investigação’ há mais de dez dias. O período excede o prazo de sete dias que o Adolfo Lutz informou inicialmente até que as análises fossem finalizadas’, alertou o procurador na ocasião. 


De acordo com o MPF, o atraso na divulgação dos diagnósticos gera apreensão nos habitantes do município e prejudica as ações de saúde para o combate à covid-19 na região. Inclusive impacta o tratamento dos pacientes e a orientação a seus familiares sobre os cuidados necessários, que dependem da confirmação ou não da doença.


“A demora nos resultados laboratoriais neste contexto de pandemia pela covid-19, além de violar o princípio da eficiência que rege a administração pública, ocasiona incerteza e angústia coletiva no município (cuja microrregião de saúde, atendida por Santa Casa de Jales, UPA e Hospital do Amor, atinge 100.142 pessoas), comprometendo-se a adoção de estratégias no tratamento dos possíveis pacientes infectados pelo vírus”, afirma o MPF no documento, que foi endereçado à diretora geral do IAL, Laura Nogueira da Cruz.


SEM NOVIDADES
Na manhã de sexta-feira, a reportagem procurou o MPF em Jales e foi informada que o órgão está em regime de home office, executando as tarefas à distância e que qualquer novidade seria publicada na sua página eletrônica. Consultamos o endereço, mas não encontramos nenhuma postagem relativa ao assunto.


A única providência tomada pelo instituto foi o anúncio do resultado de um único exame, o mais antigo da lista. O homem de 45 anos foi o primeiro paciente a ser notificado como caso suspeito de Covid-19 em Jales. Ele foi atendido na Santa Casa sintomas da doença no dia 15 de março. 


Outros cinco exames foram descartados, sem mesmo terem passados pelos microscópios do IAL. O Centro de Laboratório Regional do Instituto Adolfo Lutz, informou que as cinco amostras não atendiam os critérios clínicos epidemiológicos para Coronavírus, que justificassem a realização dos exames conforme Resolução SS-28, publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo em de 17 de março de 2020.


Seguindo a resolução, devem ser notificados oficialmente pelo município apenas casos de pacientes internados graves ou críticos e profissionais de saúde com sintomas da COVID-19, com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).


A Prefeitura informou que os profissionais da Secretaria de Saúde monitoraram os pacientes na tarde de 1º de abril e todos eles permaneciam passando bem e em suas casas. 


Na semana passada, a Secretaria de Saúde informou que tinha enviado duas remessas de exames de jalesenses ao IAL. Uma no dia 16, que chegou no dia 17, e outra no dia 18, que chegou no dia 19. Em contato com o instituto, no dia 24 de março, a secretaria foi informada que os exames levam uma semana (7 dias) para serem liberados. Esse prazo venceu no dia 24 de março. 


Também na sexta-feira, a Secretaria de Comunicação confirmou a alteração nos números em Jales. Foi registrado o primeiro caso positivo e mais um caso suspeito foi adicionado à lista. Na ocasião, eram 1 positivo, 14 suspeitos, 1 negativo e cinco descartados.   

Fonte: a tribuna

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do General Salgado News.