Policia

Polícia flagra carro oficial da prefeitura de Uchoa levando panfletos de campanha de candidatos

Policiais abordaram o veículo e encontraram panfletos da campanha à reeleição do atual prefeito, Professor Wil, e de outros vereadores. Prefeito disse que não tinha conhecimento de que os panfletos estavam sendo transportados no carro do município e que o caso será encaminhado para o departamento jurídico da prefeitura.

Material de campanha estava em carro oficial de prefeitura de Uchoa — Foto: Arquivo Pessoal Material de campanha estava em carro oficial de prefeitura de Uchoa — Foto: Arquivo Pessoal

O Ministério Público vai definir o que será feito com o flagrante feito pela Polícia Civil de Potirendaba (SP) nesta sexta-feira (6), e que pode se transformar em crime eleitoral.

O boletim de ocorrência foi registrado e relata que policiais viram quando um carro pegava material em uma gráfica de Potirendaba.

Os policiais abordaram o veículo e encontraram panfletos da campanha à reeleição do atual prefeito, Professor Wil, e de outros quatro vereadores.

De acordo com o boletim de ocorrência, o veículo utilizado para buscar os panfletos da campanha pertence ao município de Uchoa e estava sendo conduzido pela diretora de ensino da cidade, Ana Maria Rosseli Carneiro.

Outras duas pessoas, identificadas no boletim como sendo um professor e uma secretária, também estavam no veículo. Todos foram levados para a delegacia para prestar depoimento. O material foi apreendido.

A assessoria do prefeito de Uchoa, Valdemir Antônio Pinheiro de Carvalho, o Professor Wil, disse que ele não tinha conhecimento de que os panfletos estavam sendo transportados no carro do município e que o caso será encaminhado para o departamento jurídico da prefeitura.

A TV TEM tentou contato por telefone e WhatsApp com a diretora de ensino, mas as ligações não foram atendidas e as mensagens não respondidas.

O juiz eleitoral responsável por Uchoa, Evandro Pelarim, disse que o caso ainda não foi registrado oficialmente no sistema da Justiça Eleitoral, mas que se comprovado o envolvimento dos candidatos, a pena vai de multa a cassação do registro.

Confira mais reportagens da região Rio Preto e Araçatuba

Comentários