Policia

Polícia Ambiental aplica mais de R$ 7 mil em multas por crimes ambientais no noroeste paulista

Crimes foram por infrações no período da piracema em Sud Mennucci e por degradação ambiental em Turiúba (SP).

Peixe pintado tinha nota fiscal, mas não estava declarado no estoque antes da piracema — Foto: Divulgação/Polícia Ambiental Peixe pintado tinha nota fiscal, mas não estava declarado no estoque antes da piracema — Foto: Divulgação/Polícia Ambiental

A Polícia Ambiental flagrou crimes ambientais nesta sexta-feira (6) em duas cidades da região noroeste paulista. Em um deles, peixes foram apreendidos por irregularidades por causa do período da piracema, que começou no último fim de semana.

Mais de R$ 7 mil em multas foram aplicadas em duas ações.

Em Sud Mennucci, a Polícia Ambiental realizou a vistoria dos pescados em mercado, constatando 18,7 quilos de pintado - peixe nativo.

Segundo a polícia, o proprietário apresentou nota fiscal, porém não havia feito a declaração da mercadoria antes do período da piracema começar, o que é obrigatório. A polícia aplicou um auto de infração ambiental, com multa de R$ 1.075,12.

Já no município de Turiúba (SP), a Polícia Ambiental constatou uma degradação ambiental, na modalidade bosqueamento (retirada da vegetação de uma região florestal), correspondente à área de 1,24 hectare de vegetação nativa em estágio inicial de regeneração, mediante o pisoteio de bovinos. O dono do gado foi multado em R$ 6,8 mil e também responderá por crime ambiental.

Comentários