Brasil

Universidade alemã desmente pós-doutorado de Decotelli

 

Ao contrário do que consta no currículo do novo ministro da Educação, Carlos Decotelli,  disponível na plataforma Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), ele não recebeu certificado de pós-doutorado na Universidade de Wuppertal, na Alemanha.

 

 

 

Em nota enviada ao Correio , nesta segunda-feira (29), a instituição informou que Decotelli conduziu pesquisas na universidade por três meses, em 2016, mas que não concluiu nenhum programa de pós-doutorado. “Ele não obteve nenhum título em nossa universidade. A Universidade de Wuppertal não pode fazer nenhuma declaração sobre títulos obtidos no Brasil.”

 

Na última sexta-feira (26), o ministro teve o doutorado na Universidade de Rosário, na Argentina, desmentido pelo reitor da instituição, Franco Bartolacci. "Precisamos esclarecer que Carlos Alberto Decotelli da Silva não obteve na @unroficial o doutorado mencionado nesta comunicação", escreveu o reitor no Twitter.

 

Há também suspeita de que o ministro teria copiado trechos de outras dissertações e textos acadêmicos na introdução de sua dissertação de mestrado, apresentada em 2008 para a FGV Rio de Janeiro. A instituição informou que vai apurar a suspeita de plágio.

 

Por causa das fraudes no currículo, o presidente Jair Bolsonaro adiou a posse de Decotelli, que ocorreria nesta terça-feira (30/6). De acordo com o Palácio do Planalto, no entanto, ainda não havia data prevista.

Comentários