General Villas Bôas deixa cargo de assessor especial no governo

A pedido do próprio militar, ele não ocupa mais o cargo de assessor especial do Gabinete de Segurança Institucional

JOVEM PAN / JOVEM PAN


O general Villas Bôas é considerado uma das maiores referências do presidente Jair Bolsonaro / Valter Campanato/Agência Brasil

O general Eduardo Villas Bôas não atua mais no governo federal. A exoneração foi assinada pelo ministro da Casa Civil Ciro Nogueira e aponta que a decisão atende a pedidos do próprio general, que ocupava o cargo de assessor especial do ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI). O militar assumiu o comando do exército em 2015 a convite da então presidente Dilma Rousseff e em 2019 passou a integrar a equipe do GSI, responsável pela segurança do presidente da República e também das ações de inteligência do governo federal.

Desde que foi incorporado ao governo, Villas Bôas é considerado como um aliado de primeira ordem de Jair Bolsonaro. Em algumas ocasiões, o presidente afirmou que o general teve papel decisivo para as eleições de 2018. Na ocasião, o militar fez uma postagem nas redes sociais sobre o julgamento do STF a respeito do habeas corpus que impediu o ex-presidente Lula de disputar as eleições e alertou sobre os riscos de uma decisão favorável ao petista.

*Com informações da repórter Iasmin Costa


 

Clique aqui para participar do grupo Do WhatsApp do general Salgado News

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal General Salgado News (67) 996418820 

www.itaporanews.com

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em General Salgado, Região, Brasil e Mundo!