Paraguaio que agenciava mão de obra escrava para trabalhar no Brasil é preso

Polícia Nacional investiga o caso e acredita que Carlos Alberto López Rivas seja um elemento chave do esquema criminoso

MIDIAMAX


Ao centro, homem é conduzido por agente da Polícia Nacional - Divulgação

Um homem identificado como Carlos Alberto López Rivas, de 42 anos, considerado um agenciador de mão de obra escrava do Paraguai para atuar no Rio Grande do Sul foi preso nesta sexta-feira (5) pela Polícia Nacional.

Carlos Alberto, que é técnico em tabaco, já estava sendo procurado pelos investigadores e foi encontrado em sua residência no bairro San José, na cidade de Hernandarias, Departamento de Alto Paraná.

Para chegar até esse agente, a polícia recebeu denúncias de pessoas que já tinham sido procuradas por ele. No local, foram encontrados diversos documentos, 2 cadernos e telefones celulares. O material pode ajudar a esclarecer o caso sob investigação.

Segundo informações da promotora Viviane Coronel, que acompanha o caso, há indícios contra o detido que é acusado de enviar vítimas paraguaias para realizar trabalhos forçados no Brasil, principalmente em cidades do Rio Grande do Sul.


 

Clique aqui para participar do grupo Do WhatsApp do general Salgado News

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal General Salgado News (67) 996418820 

www.itaporanews.com

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em General Salgado, Região, Brasil e Mundo!